Perguntas e Respostas

Todos que desejem se integrar ao grupo de missionários voluntários da Fraternidade – Missões (FMHI) devem escrever para secretaria@fraterinternacional.org

Para novos colaboradores, primeiramente é feito um cadastro, e depois agendada uma aproximação por telefone ou videoconferência. A partir disso, avalia-se as possibilidades de participação em um evento ou atividade.

A formação missionária se dá geralmente a partir das vivências missionárias, de treinamentos e eventuais atividades preparatórias, em Carmo da Cachoeira (Sede) e outros locais de formação, como Argentina e Uruguai, para que então o novo colaborador possa seguir para missões maiores, como Roraima ou Colômbia. Salientamos que, enquanto a pandemia demandar critérios de restrição de deslocamentos, os treinamentos e as atividades preparatórias, tanto em nossa Sede, na cidade de Carmo da Cachoeira – Brasil, quanto na Argentina e no Uruguai, estão suspensos.

A atividade missionária tem como principal função disseminar o amor através da atuação. Qualquer indivíduo acima de 18 anos pode se candidatar a participar das atividades, desde que esteja disposto a doar-se e a colaborar. Não há limite de idade, porém, a depender da natureza da resposta humanitária ou emergência, para cada um será designado algo equilibrado e de acordo com sua condição atual.

A preparação acontece desde a experiência no convívio diário, as vivências missionárias e as formações específicas propostas pela instituição (por exemplo, os módulos do Treinamento Missionário Humanitário e a Formação com o Manual Esfera).

Para a Fraternidade – Missões (FMHI), mais importante que a formação acadêmica que seus colaboradores possam ter é a prática de princípios como a fraternidade, a unidade de propósitos, o serviço aos reinos, a doação, a austeridade, a transparência, a ética, a legalidade, a obediência, a prontidão, a humildade, o esquecimento de si…

Para ler um pouco mais sobre alguns desses princípios que permeiam a obra, acesse aqui.

A Fraternidade – Missões (FMHI) é uma instituição sem fins lucrativos que tem por finalidade o serviço voluntário e desinteressado. É mantida por doações.

Os colaboradores que se inscrevem em atividades missionárias ficam hospedados na Comunidade-Luz Figueira. O sistema de hospedagem com alimentação é gratuito. A maior parte dos alimentos são cultivados na comunidade de forma orgânica e com sementes puras, sem manipulação genética de nenhum tipo. Assim, faz-se necessário que residentes, colaboradores e visitantes auxiliem em tarefas como limpeza dos espaços, auxílio no preparo da alimentação, mutirões grupais, harmonização (limpeza) da área externa, e outras atividades básicas.

Cada pessoa pode colaborar com doações voluntárias e espontâneas. É possível fazer sua doação pessoalmente, nas urnas que se encontram nas áreas ou diretamente com os coordenadores, e à distância, pelo site, através deste link.

Os custos para chegar à Comunidade são de responsabilidade de cada colaborador.

Para hospedar-se em uma Comunidade-Luz, pede-se levar roupa de cama e banho. Cada colaborador deve ter seu kit de higiene pessoal. Também é recomendável levar os seguintes itens:

  • Roupa de frio (gorro, agasalho, meias)
  • Calçados adaptados para caminhada e trabalho (de preferência fechado)
  • Bota de chuva
  • Capa de chuva
  • Luva de borracha para limpeza
  • Luva de proteção
  • Boné
  • Filtro Solar
  • Lanterna
  • Garrafa de água de uso pessoal
  • Mochila a tiracolo
  • Cadeado
  • Máscara de uso individual (para a etapa de pandemia)

Além disso, cada missão tem sua peculiaridade, que é informada tanto pela Secretaria Missionária, quanto pela Coordenação da Missão em questão.

Atenção: nessa etapa da pandemia, as Comunidades-Luz não estão abertas, devido à quarentena, e o preparo missionário está inativo por este motivo.

Um missionário deve estar pronto para atender qualquer demanda que surja dentro de uma missão e que esteja ao alcance de suas possibilidades. Então, a vestimenta deve ser confortável, leve, que permita movimentos e neutra. O uso de shorts, bermudas e vestidos não é permitido.

Todos os colaboradores utilizam o uniforme oficial dos missionários, o qual deve ser devolvido ao final do ciclo das atividades. A roupa/uniforme também é um equipamento de proteção individual.

Para que um novo colaborador possa seguir para missões em nome da Fraternidade – Missões (FMHI), é necessário que tenha participado da formação missionária, que acontece a partir das vivências missionárias, treinamentos e de eventuais atividades preparatórias.

O tempo de integração e aprendizado é variável de acordo com cada pessoa. Um missionário, para vestir em uma missão o uniforme da Fraternidade – Missões (FMHI), deve manifestar gradualmente os princípios compartilhados na formação missionária.

Quando um colaborador está em missão, entende-se que sua prioridade é poder atuar para suprir as demandas e necessidades das pessoas e comunidades atendidas pela Missão Humanitária. Sua intervenção deve ser a manifestação dos princípios e atitudes da instituição – como a prontidão e o alinhamento -, uma vez que ele a estará representando. A Fraternidade – Missões (FMHI) também busca garantir o “cuidado para com os cuidadores”, possibilitando, sempre quando necessário, momentos de abertura e restauro. Contudo, estes momentos não são entendidos como turismo.